categorias: Vida de Mãe

O que eu descobri depois do segundo filho

Segundo filho, muita gente fala sobre essa magia, sobre essa relação louca que existe entre irmãos, mas olhando de fora eu não me motivava.

Mesmo depois de ver fotos fofas com a seguinte frase: – Vale a pena ter o segundinho. Não me comovia.

A verdade é que sempre falei que teria dois filhos mas depois que nasceu o Miguel me realizei completamente como mãe e por alguns anos pensei em pararmos por aqui.

Só que um belo dia um bichinho me picou e a vontade de ter mais um surgiu. Ela piscava toda vez que eu via outras crianças na pracinha ou encontrava alguma família passeando pelo shopping.

Custou alguns meses, muitas lagrimas a cada tentativa, mas enfim nosso presente chegou. (Contei AQUI como aconteceu).

Esse bebê foi muitooooo desejado e planejado e isso me fez passar por sensações diferentes das vividas na primeira gestação, que aconteceu no susto. Que fique claro que não foi menos amado por isso, só as ocasiões que foram muito diferentes.

Hoje Murilo está com 8 meses e a cada dia que passa tenho mais certeza que foi a melhor coisa que aconteceu nas nossas vidas. Não só na minha e na do marido, mas principalmente na do seu irmão Miguel.

Já chorei pensando que talvez tivesse tirado do primeiro filho algum conforto (sim já tive esse pensamento egoísta).

Já chorei achando que a diferença de idade era muito grande e que não deveria ter esperado tanto (isso é uma verdade).

Agora choro me perguntando se mereço tanto amor.

Portanto, se posso deixar um conselho de amiga, ele será:

      Tenha mais de um.

Só passando por isso pra entender!!!

Presenciar e sentir seu grande amor amar um irmão é mil vezes melhor do que ser mãe.

Não sei se consigo me fazer clara…

Ter um filho é INCRÍVEL mas ter dois ou mais é ter além dos prazeres da maternidade, o prazer de ver eles se amarem entre si.

É disso que eu falo: Desses momentos, dessas descobertas.

Viver essas emoções através dos olhos deles.

Hoje consigo entender quando minha mãe dizia que seu maior presente seria que eu e meus irmãos não brigássemos.

Claro que a maternidade tem seu lado B e ele cresce proporcionalmente ao número de filhos. Mas não me cansarei de tentar explicar essa emoção para todas as mães que cruzarem minha vida.

P1130392 P1130040

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

1 comentário

  1. Cynthia

    Amei o texto tenho 2 meninos de 11 e o outro quase 16 são a minha vida e até bate uma dúvida sobre um terceiro mas a idade vem chegando Será ? Kkkk