categorias: Vida de Mãe

Marcos no desenvolvimento do seu bebê

Queridas M@es,
Hoje vamos falar um pouquinho sobre a avaliação dos marcos do desenvolvimento neuropsicomotor (DNPM), parte obrigatória da consulta pediátrica de rotina, mas que mesmo assim costuma ser um assunto que gera muita ansiedade e dúvidas entre as mamães.
O desenvolvimento motor e de linguagem segue marcos de normalidade esperados para cada fase, porém podem variar de criança para criança, mas sempre existindo um tempo máximo para cada situação ocorrer.
É importante que o pediatra conheça o desenvolvimento normal para que identifique as crianças com desvios da normalidade ou atraso no desenvolvimento, e oriente os pais a melhor forma de estimular seus filhos.
Algumas anormalidades encontradas no exame físico são muitas vezes transitórias, por isso é fundamental reavaliar esses itens na próxima consulta, e então, se necessário, encaminhar para um especialista (como, por exemplo, o neuropediatra). A intervenção precoce é fundamental para o bom prognóstico de algumas patologias.
Vou colocar aqui para vocês uma das tabelas que nós pediatras costumamos usar para avaliar cada item do desenvolvimento durante a consulta. Ela mostra, através dos quadradinhos pintados de cinza, a idade na qual as crianças normalmente possuem maturidade suficiente para apresentar determinado comportamento.
Vejam que, a legenda explica que essa idade assinalada com os quadradinhos cinzas, é o período em que 90% das crianças adquirem o marco do desenvolvimento.
tabela marcos do desenvolvimento
A cada consulta, além de testar isso durante o exame físico, o pediatra deve fazer perguntas para os pais e anotar se tal marco está presente, ausente ou não verificado, para conduzir a avaliação do próximo encontro. Claro que essa é uma das formas de se avaliar, como disse acima, existem outras tabelas e outros métodos empregados igualmente corretos.
Como sempre digo aqui, o mais importante é consultar o seu pediatra sempre que surgirem dúvidas, principalmente nesse assunto, onde não faltam “palpiteiros de plantão” comparando as crianças e dizendo que o seu filho com certeza já fazia isso nessa idade…  Não tem coisa que irrite mais uma mãe do que isso, não é? Rsrs
Meninas, estou à disposição para eventuais dúvidas e angústias
Um grande beijo,
flavia-mariano-120x120 Dra. Flávia Mariano
 Pediatra e Neonatologista
 CRM: 127.047 
 e Mãe da Gabi, de 3 anos.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook