categorias: Vida de Mãe

Manual de etiqueta na ESCOLA

Faz tempo que quero fazer esse post!!!

Conversando com varias amigas que os filhos estão em escolas diferentes, todas sem exceção passam pelos mesmos “probleminhas” no convívio em grupo.

Então vale dizer que essas regras são e devem ser seguidas em qualquer tipo de convivência; pode ser no clube, na escola, no seu condomínio.

O certo é que o seu direito termina quando começa o do outro.

Nós temos q dar exemplos se queremos uma sociedade um pouco melhor e menos egoísta amanhã. Com atitudes as vezes bem pequenas causamos um impacto em outras famílias. Reflexão!!!

 

Manual de etiqueta na escola.

 

- Respeite as regras:

Se elas existem tem um motivo, é impossível qualquer grupo sobreviver sem elas. As pessoas são diferentes e se cada uma resolver fazer da sua forma o caos está armado. Se você não concorda com as regras da escola, mude. Existem várias opções, basta escolher uma que combine com vocês.

 

- Participe:

Se informe, leia agenda, pergunte para o seu filho o que ele fez, quem são os amiguinhos…. vá as reuniões sempre que possível, converse com os outros pais.

 

- Pense no próximo:

Essa dica vale para a vida né?

Antes de tomar qualquer atitude, pense nas outras pessoas. A escola é formada por um grupo, portanto nada de pensamentos individualistas.

Vai fazer uma festinha?  Convide TODOS ou NENHUM

Vai mandar um lanchinho especial? Envie para TODOS ou para NENHUM.

Tente sempre pensar em como se sentiria se o SEU filho fosse aquele que ficasse de fora. Não faça com os outros, aquilo que não gostaria que fizessem com você.

 

- Porta da escola:

Respeite as regras de transito.

É ali que a maioria dos pais se encontram, é também por ali que conseguimos captar a personalidade (e educação) de cada um. Tem os que furam fila, tem os que não estão nem ai pra hora do Brasil e ocupam duas vagas, ficam longos minutos batendo papo e nem sequer percebem que poderiam ser mais gentis e tentar amenizar o transtorno da entrada e da saída, tem os que são simpáticos, tem os práticos e tem os que se incomodam com tudo isso. (EU!)

 

- Convivio:

Lembre-se: você é adulto e seu filho e colegas de turma são crianças! Não queira resolver ou tirar satisfação de algum desentendimento, briga ou até mesmo mordida com outra criança que não seja a sua.

Por mais que seu filho volte para casa mordido ou machucado, o que aconteceu na escola foi resolvido na escola. Uma coisa é conversar com a professora ou coordenadora – o que é totalmente compreensível – outra coisa é conversar e tirar satisfação com uma criança ou até mesmo com seus pais.

 

- Valores:

Não torne seu filho uma criança com valores distorcidos, brinquedos caros devem ser deixados em casa.

Muitas escolas adotam o “Dia do Brinquedo” com objetivo maior de socialização: dividir, emprestar, partilhar…  e não exibir. Dê preferência para jogos que incentivam a brincadeira em grupo.

E não deixe seu filho levar brinquedos fora do dia combinado. Ele não é especial e não deve ser diferente dos outros colegas.

Demonstre para seu filho o quanto você gosta e valoriza a escola. Elogie, mostre respeito pelos trabalhos elaborados por ele (desenhos, colagens, atividades) enviados para casa.

 

- Dica de OURO:

Quem educa é pai e mãe! A escola auxilia, portanto não transfira e nem cobre responsabilidades que são suas.

 

** Texto com colaboração de mães amigas!

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

3 comentários

  1. Jania Lisboa

    Amei…excelente texto! Vamos refletir e dar sempre bons exemplos!!!

  2. Lucila Cafaro

    Dicas valiosíssimas para mães e pais que desejam que seus filhos se tornem adultos conscientes e capazes de vivem em sociedade. PARABÉNS!!!

  3. Lyzbeth Cronembold

    Excelente !!