categorias: Vida de Mãe

Seu filho esta gaguejando? Já ouviu falar em Disfluência Normal da Fala?

Certo grau de disfluência, ou gagueira, é normal na fala de todos nós.

Todos conseguimos citar um momento, ou uma situação embaraçosa em que gaguejamos, seja ao falar em público, ou com um desconhecido, ou em uma língua estrangeira… muitas vezes, nem nos damos conta.

Em relação a criança, há uma disfluência da fala descrita como normal que faz parte do processo de aquisição da linguagem e tende a desaparecer sozinha.

-“Meu filho está tão falante”;

-“Cada dia que passa meu filho tem falado mais”;

-“Você não acredita o que meu filho disse hoje”…

(Fala comum entre os pais)

O desenvolvimento normal da linguagem acontece de uma maneira tão natural, tão rápida que nem nós pais que estamos presentes no dia a dia nos damos conta. De um dia para o outro, eles parecem dizer tudo e passam a conversar como gente grande…

E neste meio tempo tão despercebido pode aparecer a tal “disfluência”, “gagueira”, que deixam os pais preocupados…

Esta disfuência esta relacionada com este momento em que a criança passa a produzir suas próprias sentenças, e nestas precisam escolher entre uma ou outra palavra do seu agora vasto vocabulário. E isso faz parte da aquisição da linguagem.

É claro que o grau de disfluência varia muito de criança para criança.

Apesar de ser normal, é preciso alertar os pais de que, quanto mais  tranqüila for a reação deles em relação a esta disfluência dos filhos, com mais naturalidade a criança passará por este processo.

Importante também dizer que dependendo do grau da disfluência, e da preocupação dos pais, é interessante  procurar uma ajuda fonoaudiológica para tranquilizar, porque o modo com que os pais lidam com essa fala colabora com  o processo normal da aquisição da linguagem ou até atrapalha e muito, podendo se tornar realmente uma gagueira.

Quando a criança começa a falar, o adulto interfere com dicas sobre a melhor forma de não gaguejar:

-“Pense antes de falar”;

-“Respire fundo”;

– “Fale devagar” …

Os pais ao invés de ajudar estão brecando a fala da criança e criando uma tensão. Por isso, é importante que os pais busquem orientação sobre a melhor forma de lidar com a disfluência dos filhos para não agravar um quadro que pode passar naturalmente.

O que se espera é que os pais, sim, tenham calma e mais atenção ao que a criança está falando do que como ela está falando, deixando que ela se expresse livremente, seguindo para a fluência.

A gagueira normal tende a aparecer entre os 2/3 anos e não incomoda nem inibe a criança.

O problema começa quando a criança evita falar em certas situações ou com determinadas pessoas, pois mostra que está criando mecanismos na tentativa de escapar da disfluência, o que agrava o problema.

Aproximadamente, a partir dos 4 anos, se esta disfluência continuar, é interessante uma interferência fonoaudiológica, pois nesse momento a criança passa a perceber a própria disfluência e a reação que provoca nos outros.

formaes

 Carolina Batista Costa, 
 Fonoaudióloga, CRFa. 12.347,
 Mãe do Nicolas, 4 anos