categorias: Vida de Mãe

10 Dicas para melhorar a alimentação do seu filho

Tivemos recentemente no grupo, uma oportunidade incrível de esclarecer nossas dúvidas de mãe, sobre alimentação infantil (que não são poucas, diga-se de passagem).

Foram duas horas de Bate Papo, a convite de Vitawin Kids, com o Dr. José Vicente Rinaldi, pediatra da Sanofi, que resultaram em muitos esclarecimentos e um gostinho de quero mais.

Por isso além das perguntas que foram respondidas por lá, elaboramos uma listinha com dicas sobre o assunto:

10 Dicas para melhorar a alimentação das crianças:

1)      Sirva as refeições sempre num local apropriado:

Uma vez ou outra não vejo problemas da criança se alimentar fora do local de costume, mas vale dizer que rotina nessas horas ajuda e muito. É importante a criança saber onde deve comer e já se preparar para a refeição.

2)      Seja um bom exemplo:

Coma junto e de preferência os mesmos alimentos. A criança sempre vai se espelhar nos pais.

3)      Não ofereça os líquidos junto com as refeições:

Deixe para colocar o suco ou a água após a alimentação.

4)      Fique atenta aos horários:

Devemos fazer 6 refeições ao dia (café da manhã, lanche, almoço, lanche, jantar e lanche) e quanto mais acostumados com essa rotina a criança está, mais fácil de se alimentar bem.

5)      Nenhum alimento é insubstituível: 

Seu filho não come algum alimento? Ofereça algo em troca e que substitua as vitaminas em questão. É importante incluir na alimentação da criança de 4 a 10 anos todos os alimentos da pirâmide nutricional.

Fonte: Adaptado de: Sociedade Brasileira de Pediatria. Rio de Janeiro; 2012 [acesso em 2014 Dec 19]. Disponível em: http://www.sbp.com.br/pdfs/14617a-PDManualNutrologia-Alimentacao.pdf.

Fonte: Adaptado de: Sociedade Brasileira de Pediatria. Rio de Janeiro; 2012 [acesso em 2014 Dec 19]. Disponível em: http://www.sbp.com.br/pdfs/14617a-PDManualNutrologia-Alimentacao.pdf.

6)      Não faça ameaças:

Essa não é a melhor forma de criar um elo de confiança entre seu filho, você e a comida.

7)      Não troque as refeições por leite ou outras guloseimas:

Se a criança não comeu bem no almoço por exemplo, o máximo que irá acontecer é ela estar com mais fome na próxima refeição. Espere!!!

8)      Sempre que tiver oportunidade apresente os alimentos:

Leve a feira ou ao supermercado, ensine as cores, os nomes, sirva, faça receitas diferentes; isso estimula e incentiva as crianças a experimentar novos alimentos.

9)      Não exagere:

Não é um prato ser enorme que o torna saudável. Ofereça pequenas porções e repita caso a criança solicite.

10)   Converse com seu pediatra:

Siga as orientações do seu pediatra e avalie as opções de suplementos vitamínicos, já que mesmo com uma ótima alimentação, sempre faltam vitaminas e minerais para o bom funcionamento do organismo.

Este post é um publieditorial

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook