categorias: Mãe da Semana

Tatiana Rodrigues Sandoval – entrevista Mãe da semana

Quando fui convidada para ser a mãe da semana, fiquei muuuito feliz, (afinal, não sei como vim parar aqui, mas esse grupo faz parte do meu dia à dia e me ajuda demais em meus apuros, rsrs). Saí então pulando pela sala e meu marido rindo da minha cara! Ou seja, minha reação foi bem ao meu estilo de ser, rsrsr..

Logo em seguida me deu um gelo, pois percebi que seria difícil falar de mim, nunca havia passado por isso, mas vou tentar.

Tenho 37 anos, nasci em São Paulo, filha de imigrantes europeus que tiveram que batalhar muito pra me criar.Tive uma infância simples porém muito feliz ao lado de mais duas irmãs.

Sou formada em odontologia há 12 anos.

Apesar do meu jeito espivetada de ser, nunca fui de baladas e nem de “ficar”, sou romântica, sempre tive “namoradinhos” com quem ficava um tempo, depois terminava, ficava sozinha e tal… sempre gostei de ter alguém ao meu lado de verdade. E assim foi até os meus 25 anos quando terminei um noivado e decidi que à partir dalí eu iria começar a curtir, ir pras baladas, “ficar”…

Mas meus planos foram por água abaixo quando após um mês eu fui apresentada mesmo contra a minha vontade ao Fernando, aquele que seria meu grande amor!

Digo contra à vontade porque foi num daqueles programinhas de índio em que um casal de amigos que não quer que você fique sozinha em casa também convida um outro amigo que está na mesma situação e promove um “encontro às escuras”, porque afinal você nunca sabe o que vai acontecer. Sempre pensava: e se eu não for com a cara dele? e se ele tiver mau hálito? e se ele for chato? terei que “ficar” mesmo assim? rsrsrs…

Mesmo sem saber as respostas, não tive como dizer não e fui. Chegando lá a empatia foi recíproca, mas mesmo assim disse pra ele sobre os meus planos de não querer nada sério com ninguém no momento. Ele fingiu concordar, mas desde àquele dia nunca mais desistiu de mim. Saía do trabalho, ía direto pro meu consultório, me esperava até eu atender o meu último paciente, com a desculpa de que era perigoso eu sair de lá sozinha.

E assim fomos nos envolvendo. nos apegando e após 1 ano e meio estávamos casados!

Quando completamos 5 anos de casados, casamos novamente, renovamos os votos na verdade! Foi tão bonito!

Decidimos então que havia chegado a hora de encomendarmos os nossos bebês (que na minha cabeça seriam duas meninas) e dar início a nossa tão sonhada  família!

Na primeira tentativa engravidei do meu príncipe Enrico, hoje com 3a e 11m,.

Não era uma menina como eu havia sonhado, mas a minha alegria era tão grande que isso pra mim já não tinha mais a menor importância.

Ele é meigo, organizado, maduro, me ajuda muito e é um companheiro nota 10.

Pretendia dar um intervalo menor entre uma gravidez e outra, porém para engravidar pela segunda vez demorou um pouquinho, foram 8 meses de tentativas, o que fez com que eles tivessem 2 anos e meio de diferença de idade.

Novamente não era uma menina. Senti uma breve frustração, não vou mentir, mas durou apenas um dia, pois não tenho vocação pra isso, então já no dia seguinte estava eu fazendo mil planos e pensando nas maravilhas e na praticidade de ter dois meninos em casa!

Então, em meio às muita alegria nasceu o Daniel, hoje com 1a e 4m. Ele é marrento, levado, agitado, inteligente, carinhoso…

Ele veio completar essa família maluca que constituí com muito amor ao lado do meu Gordo, que é meu companheiro de todas as horas, super parceiro, amigo, me põe pra cima, vive para nós e como ele mesmo diz, nos ama mais do que à ele mesmo (lágrimas).

Resumindo, sou privilegiada pra caramba, sou feliz, procuro mesmo diante das dificuldades extrair o melhor das coisas, sempre agradecer por tudo e até aqui Deus vem me abençoando demais!

 

Eu era: ansiosa, queria tudo pra ontem, fazia mil planos para o futuro…

 

Depois da maternidade eu sou: aprendi a curtir cada momento, a viver o hoje, a aprender com as pequenas lições do cotidiano, a agradecer à Deus por tudo o que eu tenho sem pensar muito no que eu ainda possa vir a ter.

 

Como descobriu a primeira gravidez: tinha certeza que estava grávida, fiquei só esperando dar o tempo necessário para fazer o teste. Comprei um teste de farmácia e: positivo! Contei pra todo mundo! Quando fui fazer o de sangue deu negativo, quase enfartei! Fiz outro de farmácia e positivo! Até hoje não sei o que aconteceu, mas que eu tava grávida eu tava! rsrsrs…

 

E a segunda: dessa vez foi mais fofo, rsrsr… como eu já estava tentando há um tempo e nada de engravidar, desencanei, joguei nas mãos de Deus. Até que um dia, o Enrico que era pequenininho, nem sabia falar direito, passou a mãozinha na minha barriga e falou: nenê (me arrepio toda quando eu lembro). Fiz um teste de farmácia e deu positivo!

 

Qual a diferença entre eles: 2 anos e meio.

 

Pretende ter outros: biologicamente não! Quem sabe no futuro adotamos um “semi novo”rsrsrs… é uma vontade nossa, mas como eu disse, já não faço muitos planos!

 

Trabalha: sim, no momento não na minha área.

 

Onde ficam: na escola.

 

Por que optou por isso? Porque com a minha mãe não tenho coragem, acho abuso, ela já tem idade. E não tenho nenhuma pessoa em quem eu confie o suficiente pra ficar com eles em casa, tipo uma babá. Então acho a escola a melhor opção.

 

Melhor distração: brincar de qualquer coisa com meus filhos, ler, trabalhos manuais, passeios em família, for mom’s…

 

Ícone: meu pai

 

Ser feliz é: Ter saúde, ver as pessoas que eu amo com saúde. Assistir as descobertas dos meus filhos. Cada momento com a família, com os amigos… Estar em paz com o meu coração!

 

Meu maior sonho: poder livrar meus filhos de todo o mal.

Que meus pais fossem eternos.

 

Horas de sono: 7 ou 8 (se tudo correr bem)

 

Dica para futuras mamães: preparem-se para viver fortes emoções. Ser mãe é viver tudo ao extremo. É se sentir importante, privilegiada, insubstituível…

E porque não, as vezes ter vontade de sair correndo (mas só por alguns segundinhos  rsrsrs…)

 

Uma receita infalível para os pequenos: amor, muito amor!

Paciência, muita paciência!

Jamais menosprezar a capacidade de uma criança de aprender, de se adaptar, de superar…

 

Viagem Perfeita: ainda não tivemos uma grande viagem por conta da pouca idade deles, uma gravidez seguida da outra e tal… Mas, todas as nossas pequenas viagens foram maravilhosas.

Esperando o pequeno crescer mais um pouquinho! O ano que vem promete!

 

Tatiana x Tatiana: leal, tagarela, chata, exigente, justa. Odeio futilidades, narizes empinados, os muito politicamente corretos…

Adoro pessoas simples, de sorriso fácil.

As vezes sou muito sincera.

Amo ajudar, sou disponível.

Sou muito animada, procuro sempre o lado positivo de tudo.

Amo a vida!

 

tatiana-rodrigues-sandoval3 tatiana-rodrigues-sandovaltatiana-rodrigues-sandoval2tatiana-rodrigues-sandoval-4

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook