categorias: Mãe da Semana

Entrevista especial – Glenda Kozlowski

A entrevista especial de hoje é com a querida Glenda Kozlowski!!!

Glenda tem 40 anos, 2 filhos, o Gabriel  de 19 anos e o Eduardo de 10.

Sua paixão pelo esporte começou ainda na infância, com o incentivo do pai e iniciou surfando na modalidade bodyboarding. depois cobriu algumas Olimpiadas e Copas do Mundo e hoje é apresentadora do programa ESPORTE ESPETACULAR.

Você sempre sonhou em ser mãe? Como foi a descoberta da gravidez?

Fui mãe tão cedo que nem deu tempo pra sonhar! Risos. Aos 19 engravidei. As 20, Gabriel nasceu. Mas posso dizer que nos 9 anos seguintes desejei ter mais um. 10 anos depois do Gabriel, Eduardo nasceu. A primeira, no susto né? Eu ainda pegava onda. Surfei nos 4 primeiros meses de gestação. Descobri a gravidez tarde. Nem me tocava em fazer contas e saber a data da última menstruação. A segunda foi mais madura. Calma. Consciente. Uma emoção diferente. Durante a primeira gravidez, perdia a minha mãe. Aos 19 anos, lidar com vida e morte não é nada prazeroso. Dentro de toda história triste existe nem que seja um pingo de felicidade, o meu pingo, era quando o Gabriel mexia. Era como se Deus me mandasse um recado: segura as pintas porque vai dar tudo certo. E deu. A segunda gravidez, descobri com teste de farmácia. No banheiro da firma. Foi uma alegria porque já estava querendo há anos. Gabriel e Eduardo, meus filhos.

Como é conciliar a carreira com a maternidade?

Talvez essa parte seja amais complicada. Gabriel nasceu eu tinha 20 anos. Trabalhava em televisão. Jornalista. Sem horário certo, fim de semana, feriado. Entrei na Globo, Gabriel tinha 3 meses de vida. Hoje em dia eu tenho-a maturidade de olhar pra trás e perceber que não conciliei, apenas deu certo. Não foi fácil não. Eu resolvi começar a dizer “alguns poucos não” no trabalho, depois de passar um fim de semana de folga, algo raríssimo, e não saber sequer o que o Gabriel gostava de comer. A partir deste dia, eu falei, está tudo errado. Preciso encontrar um equilíbrio. Mas como né? Como diz isso ao seu chefe? Consegui. Depôs que somos mães, de verdade, aprendemos que o dia tem 24 horas e que você só é dona das suas horas quando dorme. Risos. Nos acostumamos com isso. A mulher é de fato, feita para se doar. A nossa essência é essa. Para a família, para o trabalho, para o bichinho de estimação, sempre nos doamos. Até as mais solitárias.

O que mudou na sua vida com a chegada do bebe?

Na primeira gravidez, a falta de sono. Porque o trabalho, o dia a dia era o mesmo.
Na segunda, tudo. Lidar com 2 não é fácil não. Risos. Mesmo com 10 anos de diferença. Horários, conversas, programação, tudo muito diferente. Viva a maturidade pra botar tudo isso no liquidificador e dar certo. Risos.

O fato de ser uma pessoa pública “atrapalha” sua vida pessoal e do seu filho de alguma forma?

Não, sempre procurei criar os meus filhos com essa realidade. O Eduardo, na Disney, fazia bullying comigo, me chamava de Minie !!! Entrava nas fotos também. Enfim… Eu sempre carreguei os meus filhos comigo. Eles são parte da minha vida, dentro de casa e fora dela. É isso, infelizmente, nos dias de hoje, tem seu lado bom e o seu lado ruim. Eles precisam aprender a conviver com a realidade da família. Seja ela qual for.

Pretende ter outros filhos?

Posso ter. Não pretendo. Se tiver que ter, terei.

Tem alguma dica para as mães?

É aquela velha e já sabida frase: aproveitem porque passa MUITO rápido. E outra que agora, sinto na pele, já que o Gabriel está com 19 anos, criem seus filhos para o Mundo, um dia eles vão embora e precisam estar bem preparados para enfrentar o mundo lá fora. E vou dizer, não está fácil. Reforcem os valores, os princípios, a educação. EDUCAÇÃO E BERÇO. O mundo lá fora está selvagem demais.

Pode dar dicas de cuidados e beleza para as mamães?

Beleza? Grávidas…não bebam, não fumem, tenham uma gestação saudável, a conta chega depois, risos.
E para nós, mães, boa alimentação e exercício físico pra sempre. Chegar aos 40 é do balacobaco. Sejamos felizes. Meditação, ajuda muito. Prático, há anos, todos os dias. Beijo grande e boas escolhas. Elas interferem ao longo do caminho.

glenda6

glenda glenda1 glenda2 glenda3 glenda4

*Imagens cedidas do arquivo pessoal da apresentadora.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook