categorias: home

Pasta de dente com ou sem flúor para crianças?

Se tem algo que deixa as mães com a pulga atrás da orelha é pasta COM ou SEM Flúor? A embalagem diz uma coisa, as amigas outra coisa e o dentista outra. E agora???

Vamos esclarecer este assunto de vez. Como?

Consultando a literatura científica!

As pastas de dente com flúor foram introduzidas na década de 80 nos países desenvolvidos, e foi atribuída a presença do Flúor a responsabilidade pelo declínio no índice de cárie. (Brattthall et al., 1996). No Brasil isso só aconteceu em 1988. (Cury, 1989).

Mas se já foi comprovada à eficácia do Flúor porque existem pastas SEM Flúor?

Até bem pouco tempo atrás, não sabíamos qual a quantidade de pasta e qual a concentração de Flúor que as crianças poderiam usar sem correr riscos. Por isso, que os dentistas como uma medida cautelar indicavam pastas SEM Flúor.

As pesquisas científicas levaram quase 10 anos para descobrir qual a quantidade segura. Ou seja, qual a quantidade em que a criança pode se beneficiar do flúor sem correr riscos. Hoje se chegou ao consenso de utilizar pasta com Flúor desde os primeiros dentinhos.

Meu filho ainda não sabe cuspir e acaba engolindo a pasta. Ele pode usar pasta com Flúor mesmo assim?

Sim. A quantidade de pasta recomendada segundo o peso e a idade da criança é segura mesmo que a criança engula a pasta. Mas vamos lembrar que pasta de dente com ou sem Flúor é um SABÃO, por isso devemos ensinar e estimular o ato de cuspir.

Sem título

Qual pasta devo usar?

Pastas com concentração de flúor de 1100ppm. Para descobrir isso, procure no verso das embalagens.

Pastas

E as pastas com BAIXA concentração de Flúor? (500ppm ou 800ppm)

Essas pastas tem baixa eficácia, ou seja, eles passam a impressão de que sãos efetivos mas não o são. (Walsh et al., 2010)

Pastas 2

Concluindo:

1. Pasta com Flúor é segura.

2. Não devemos estimular que as crianças engulam pasta mesmo que SEM a presença de Flúor.

3. Devemos ficar atentas ao verso da embalagem das pastas. Elas devem conter 1100ppm ou mais Flúor.

4. Lembrar que apesar das atualizações quanto ao uso da pasta COM Flúor, muitos fabricantes ainda escrevem nas indicações de uso “acima de 6 anos” em pastas com Flúor.

 

Dra Milena Louzas
Odontopediatria – RNO – Ortopedia Funcional dos Maxilares.
Graduada pela USP/SP
www.criancanodentista.com.br

 

Dica do For Mães: Antes de decidir que linha seguir consulte o seu odontopediatra.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

2 comentários

  1. Vanessa Destaole

    Muito esclarecedor, nunca imaginei q existiam diferentes concentrações de flúor .

  2. Zize Pereira

    Muito esclarecedor,vou continuar utilizando pasta com fluot