categorias: home, Passeios

Navio da Disney

Hoje a nossa colunista Marina Machado vai nos contar todos os detalhes da sua viagem no tão sonhado NAVIO DA DISNEY e a incrível experiência dela.

Desktop7

Muito se fala do “padrão Fifa” mas, para nós mamães, acho bem mais impressionante o “padrão navio da Disney”. Meu marido, eu e o Lucca fomos passar 20 dias nos Estados Unidos em abril. Começamos a viagem passando cinco dias no cruzeiro e terminamos visitando nove parques temáticos em Orlando.  Posso afirmar, sem dúvida alguma, que foi o melhor atendimento que já recebi e a melhor opção de viagem para crianças. Tudo é pensado para agradar e entreter.

Vejam porque:

A comodidade começa na chegada aos Estados Unidos. Quem vier por Miami pode alugar um carro na Hertz (como eu fiz) e devolvê-lo ao lado do porto em Cabo Canaveral. Da loja da Hertz sai um traslado direto para o navio.  (existem outras opções de outras empresas)

Na chegada ao porto todos os passageiros passam por um tipo de alfândega e fazem o check in em um prédio da Disney onde são recebidos pelos personagens mais famosos como Mickey, Minnie, Pluto, Pateta, Pato Donaldo e Margarida. Quando entramos no navio em si cada família é recebida com salva de palmas e recebe orientações para chegar ao quarto.

O barco é puro luxo e conforto para todas as idades. Os quartos são impecavelmente arrumados 2 x ao dia. Pela manhã e de tarde. No segundo horário eles transformam o sofá em cama para as crianças. Para quem ainda faz uso de mamadeiras é bom notar que eles disponibilizam esterilizadores na recepção. Na Tv passam canais 24 horas com programação de filmes e desenhos da Disney e tem a opção “On Demand”.

Quando chegamos recebemos cartões que usamos para abrir a porta do quarto mas também como forma de pagamento e identificação na entrada e saída do navio e na hora de tirar fotos.

A alimentação é um caso a parte. O café da manhã é servido ao lado do deck principal e tem um self-service de uns 50 metros com TUUUDO  e mais um pouco do que vocês possam imaginar. Qualquer paladar… qualquer dieta… Eles tem opções muito variadas e à vontade.

Pelo resto do dia e boa parte da noite eles disponibilizam lanchonetes com pizzas, hamburgueres, sorvetes, sucos e refrigerantes à vontade também. Sem nenhum custo. Você só paga bebidas alcóolicas.

A programação do jantar é um pouco diferente. Cada noite da sua estadia está programada. Você janta em um restaurante no primeiro dia, em outro pelos dois dias seguintes e a última noite no terceiro. Mas se quiser, pode fazer reserva em outros dois ou três restaurantes especiais que o navio tem que são mais direcionados para adultos. (falando nisso… existem bares e baladas para adultos, solteiros, adolescentes…)

Na primeira noite você conhece os dois garçons que os acompanharão até o final da viagem.(Holly e Palmer) Eles vão estar com vocês em todos os restaurantes no jantar e isso é bem interessante porque se a família abrir um vinho e não conseguir terminá-lo, essa dupla já deixará na sua mesa na noite seguinte.

O cuidado e a atenção deles chega ao extremo. Para terem uma idéia, o copo do Lucca vinha com o nome dele e um desenho fofo do Mickey. Uma noite eu estava cortando o macarrão dele e a Holly me perguntou se eu queria que ela fizesse isso para eu poder comer tranquila. É claro que eu declinei, mas foi muito atencioso da parte dela.

Bom, cada restaurante vale um artigo por si só. O primeiro que fomos foi o mais interessante porque o que parecem quadros nas paredes se transformam em telas de tv com animações do filme Nemo. O mais curioso é que você se sente em um aquário gigante e os personagens realmente interagem com as pessoas nas mesas. Fantástico.

Não preciso falar como é alucinante para as crianças.

Falando nisso, acho que entrar no navio transportou o Lucca para um mundo de pura magia. Ele não cabia em si ao ver os personagens que adora passeando nos corredores e tirando fotos. Para as meninas o barco oferece ainda mais opções. Além das princesas que aparecem de vez em quando, eles tem lojas especializadas em vestidos, brinquedos, adereços e maquiagens para as pequenas. Uma febre que eu vi por lá são os caderninhos de autógrafo. Em todas as filas para tirar fotos com as princesas lá estavam meninas vestidas como princesas, maquiadas de acordo, e carregando um caderninho e uma caneta. É o encontro com o sonho.

Além das piscinas deliciosas, do toboágua que dá a volta no navio, do cinema 3D, das apresentações de teatro que não perdem nada para apresentações da Broadway, da noite dos piratas que transforma o deck em uma grande balada temática, o maior barato do navio –para o Lucca e para nós também- era o “Disney’s Oceaneer Club”. Uma área só para crianças que tem diversas opções de atividades e entretenimento. Lá dentro eles tem jogos e “quartos” temáticos. Um é do Nemo, outro é dos Monstros S.A. , tem um laboratório, uma área de lanche, banheiros, e um quarto réplica do Andy no filme Toy Story.

Esse foi o auge para o Lucca. Ele simplesmente enlouqueceu.

Entrando lá ele viu o Rex em tamanho grande, o Slink, a cama, o porquinho e o Batata que ele se cansou de tanto trocar as peças.

Nesse local há sempre uma monitora que fala português e a segurança é louvável. Para deixar seu filho lá é preciso preencher um formulário com dados e autorizando quem pode buscá-lo. Nesse momento você escolhe uma senha que será usada sempre que ele foi ser retirado. Ele ganha uma pulseira que também serve como localizador e pode utilizá-la direto porque é à prova d`água. Quando você chega para retirá-lo eles checam o localizador e sabem dizer exatamente em qual cômodo ele se encontra. Outra facilidade são os dois telefones disponíveis no quarto da família. Eles são sem fio, quase como celulares e pegam em todo o barco. Com eles o marido pode ficar longe da esposa, os pais longe dos filhos etc.. e podem se encontrar pelos telefones. Essa facilidade também é utilizada pelo “Disney’s Oceaneer Club” que liga para avisar os pais se a criança quiser ir embora.

Os adolescentes tem uma área só deles no 13. andar. Para chegar lá é preciso colocar um cartão no elevador e depois na porta de entrada do local. Assim pais e bisbilhoteiros não vão atrapalhar a “independência” deles.

Não quero me alongar muito, sei que já descrevi um bocado, mas preciso contar que o cruzeiro que fiz foi o Disney Dream e ele pára em Nassau e na ilha da Disney que se chama Castaway Cay. (esse navio também faz a rota Caribe-Castaway cay) Em Nassau as atividades são um pouco limitadas principalmente para quem tem filhos pequenos como eu. Como o Lucca estava há uma semana de fazer 3 anos não pudemos fazer mergulho nem passeios de barco mais interessantes porque ele não podia ir conosco. Já na ilha da Disney a conversa foi outra. Por ser da Disney tudo era feito e pensado para eles.

A praia tem tudo. Carrinhos de bebê, cadeiras, bóias, guarda-sóis. Equipamentos de mergulho, pedalinhos, e outras atividades na água são pagas a parte. Existem toboáguas, passeios de bicicleta, praças de alimentação, quadras de esportes na areia… E de fundo o mar do Caribe! Sem palavras.

Essa aventura nos custou algo em torno de US$ 3.000,00.

Sem contar gastos extras como compras de presentes e fotos.

Já estamos no Brasil há quase um mês e o Lucca continua querendo voltar para o navio. (nós também…) E cada vez que ele começa a lembrar do que viveu naqueles dias meu coração dispara de alegria porque essa memória dele faz tudo valer a pena.

MARINA MACHADO,  Jornalista - Repórter  Mãe do Lucca de 3 anos

MARINA MACHADO,
Jornalista – Repórter
Mãe do Lucca de 3 anos

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

1 comentário

  1. Raquel Cunha

    Que delicia!!! Tenho um filho de 5 anos e outro de quase 2 anos e iremos fazer em setembro o Disney Fantasy, serão 8 dias de Caribe e eu garanto que estou mais empolgada e ansiosa do que meu filho! Todo dia ele pergunta quando vamos ao barco do mickey, ver essa expectativa nele me causa uma alegria sem fim. Adoro ler relatos de pessoas que já foram, mas quase ninguém fala sobre o fantasy, só o dream! Bom… Quando chegar eu relato minha experiência ! Bjs