categorias: home, Mãe da Semana

Daniela Baracat Martins

danielabaracat

 

E cá estou eu aqui pra falar um pouquinho de mim…

Eu moro em SP, tenho 36 anos, sou de uma família-grude! Meus pais são casados há quase 40 anos, moram em Santos e tenho 2 irmãs mais novas.

Morei sozinha e depois com uma amiga e depois com uma amiga e uma das minhas irmãs por 4 anos e meio, era a baladeira de plantão, tinha um pique inacreditável! Trabalhava, fazia faculdade, depois duas pós graduações e não saía da balada.

Conheci meu marido no trabalho. Coordenava o RH de uma empresa e o promovi a supervisor, ficamos amigos/colegas e aí surgiu o interesse. Uma carona aqui, outra ali, o primeiro beijo, a gravidez, o casamento… tudo isso em 4 meses!!

Em dezembro faremos 10 anos de casados, o “hómi”me prendeu de vez rs… Temos 2 filhos: Gustavo de 9 anos e Giovanna de 1 ano e 5 meses, nossas riquezas!

Sempre trabalhamos muito, viajando a trabalho, trabalhando aos finais de semana e feriados, tínhamos uma “retaguarda” maravilhosa quando o Gustavo era pequeno, com babá, empregada, avós, tias, madrinha etc, porém EU mal conseguia acompanhar o meu filho, apesar de ele ter de tudo: melhores passeios, brinquedos, festas, roupas etc. Quando o Gustavo estava com 6 anos e meu marido muito bem empregado, ele recebeu uma proposta de abrirmos nosso negócio em Brasília, eu poderia cuidar do meu filho e termos o mesmo padrão de vida (ou maior) que tínhamos. Abraçamos a oportunidade e no primeiro ano tudo foi maravilhoso! Depois vieram os problemas com a empresa e, resumindo, em julho de 2011 fiquei 1 mês de férias aqui em SP com minha família e quando retornei a Brasília meu marido avisa que a empresa, que já estava mal, havia fechado as portas (estávamos tentando engravidar de novo há 1 ano e com esse acontecido decidimos adiar, porém eu já estava grávida e não sabia…)

Enfim descobri a gravidez da Giovanna em meio ao caos… Teria que voltar a SP porém teríamos que nos manter até 30/11 para o Gú não perder o ano na escola. Foram 4 meses de provação em nossas vidas, meu marido arrumando “bicos”, eu vendendo os móveis, minhas roupas, meus esmaltes, Melissas, TUDO pra comprar comida, pra manter o mínimo até retornarmos. Não conseguia fazer exames, pq. se a saúde pública em SP é ruim, em Brasília é catastrófica…

Resumindo, perdemos TUDO! Meu marido ficou pra tentar trabalhar e mandar dinheiro e dia 30/11/11 eu, grávida de 5 meses e meio e o Gustavo voltamos pra SP pra casa dos meus pais aqui, eles saíram de Santos e vieram nos ajudar. Foram nosso porto seguro na ausência do marido.

E aí foram 11 meses separados, ainda bem que consegui fazer meu pré natal aqui pelo SUS e depois de quase 6 meses de gravidez e nenhum exame vi que eu ia ter uma menininha e que ela estava bem! O mais difícil foi administrar as crises de saudade do Gustavo…

Meu marido fazendo bicos e conseguindo raramente vir nos ver. Ele conseguiu chegar 2 horas antes da Giovanna nascer e ver o parto, ficou 1 semana conosco, depois teve que ir embora pra trabalhar, nunca vou me esquecer da nenê com 1 semana e ele ajoelhado do lado do berço chorando pq. tinha que ir embora…

Em 7 meses da nossa filha ele conseguiu vir nos ver 4x, foi o maior sofrimento que passamos… Quando vimos que não estava valendo a pena tanto sofrimento (se era pra não ter nada, que não tivéssemos nada juntos) e depois de 11 meses no toral, em outubro/2012 ele voltou graças a uma amiga que comprou a passagem. Meus pais retornaram a Santos e continuamos aqui no apto. deles em SP recomeçando a vida aos poucos .

Nesse meio tempo minhas amigas de Brasília, minhas amigas daqui, amigas virtuais e não virtuais, meus pais, minhas irmãs etc nos ajudando com berço, roupas, fraldas etc… (vou morrer agradecendo a todas essas pessoas)

E hoje estamos aqui, recomeçando, um passo de cada vez…

Nossos filhos tem saúde, tem muito amor, temos pessoas maravilhosas ao nosso lado e agora é viver um dia de cada vez!

Hoje minha felicidade é poder estar em casa cuidando pessoalmente dos meus pequenos, acompanhar coisas na Giovanna que não consegui no Gustavo quando pequeno, porém acompanhá-lo numa fase muito importante pessoal e escolar também… Mas se eu precisar arregaçar as mangas e trabalhar, fazer qq. negócio, “vambora”

Eu era: workaholic e baladeira

Depois da maternidade, eu sou: mãe em tempo integral (não troco por nada)

Como descobriu a primeira gravidez: engravidei com 15 dias de namoro, após um show do Jota Quest, olhamos um pra cara do outro e dissemos: vamos casar e ter um filho? e foi assim (loucos) então já esperava rsrs Com 4 meses de namoro e grávida de 3 meses e meio nos casamos E a segunda: após 1 ano tentando engravidar, descobri na loucura de uma falência, na pior crise, ela veio pra dar a luz e a força que precisávamos

Pretende ter outros: Não!! Fechamos a fábrica

Trabalha: No momento tá mais barato ficar com meus filhos do que sair e contratar babá, empregada e afins… E eu AMO AMO AMO ficar com eles. Já avisei o marido que ele precisa arrumar um emprego MUITO BOM pra eu não precisar trabalhar mais rsrs, mas se precisar recomeço de novo também.

Melhor distração: Brincar com meus filhos,

Ícone: Meus pais! Quero viver por anos e anos com meu marido apaixonada, como eles, que apesar de todos os problemas que já enfrentaram, estão mais unidos do que nunca

Ser feliz é: Minha família junta, meus filhos com saúde

O maior sonho: Retomar a vida que nós tínhamos antes de ir embora pra Brasília (e vamos conseguir)

Horas de sono por noite: Ixi!! Umas 6h seguidas, mamá e mais umas 3h.

Que horas curte o marido: Quando as crianças dormem hihihi

Uma dica para as futuras mom´s: Menos é mais!! Mais amor, mais carinho, mais atenção, mais paciência… Menos brinquedos, viagens, compras etc etc

Uma receita infalível para os pequenos: Sentar no chão pra brincar ou pra falar olhos nos olhos, não gritar, não bater, mamar até quando quiser, compartilhar a cama enquanto quiser, pegar no colo sempre que quiser, acordar de madrugada quantas vezes for e oferecer amor, colo, carinho… passa tão rápido…

Hoje agradeço (apesar do cansaço) a Gigi me solicitar às madrugadas… Rezo pra pelo menos de vez em quando o Gú fazer isso só pra eu poder abraçar e sentir o cheirinho dele, mas ele não faz mais e eu morro de saudade…

Um programa inesquecível: Nós quatro juntos em qualquer ocasião

A viagem perfeita com os pequenos: Férias na casa da vovó e do vovô na praia, onde eles juntam as 3 filhas e os 5 netos, amo muito!

Daniela X Daniela: No fim do poço tem uma mola, eu não desisto nunca!

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

18 comentários

  1. Roberta Ianni Airoldi Vieira

    Que história linda e emocionante! Parabéns pela coragem, força, e pela linda família. Que Deus os abençoe! Tenho certeza que logo logo as coisas estarão mais calmas para vocês. Beijos

  2. Carla Diniz

    Parabéns pela garra !!! Linda família ! Bjs

  3. Izabel Alvenius

    Essa foi uma história que eu quis muito conhecer!!!
    Parabéns, Dani!!!
    Quem tem família, tem tudo!!!
    Família em primeiro SEMPRE!!!
    E que bom que ainda tem seus pais p/ lhe dar esse amparo…!
    Parabéns pela garra!! Adorei ler!!
    Bjs!!!

  4. flávia moré

    Ahhhhhhh! Que alegria ver vc como a mom da semana!!!! Vc merece esse destaque, pq nos presenteia há algum tempo com lições de humildade, de luta, de garra e de simplicidade! Tenho certeza que dias melhores virão! Mas o principal realmente vc tem e dá valor a isso: filhos com saúde, família unida e muito amor no coração! Conte comigo sempre que precisar! Boa sorte com a bolsa do Gu e com o emprego do maridão!!! beijo grande

  5. Juliana Vieira

    Dani, parabéns pela garaa e pela linda família. Amiga virtual a quem quero muito bem. Acompanhei boa parte da saga e hoje vejo como seus pequenos são fofos.
    Bjus

  6. Juliana Vieira

    Dani, parabéns pela garaa e pela linda família. Amiga virtual a quem quero muito bem. Acompanhei boa parte da saga e hoje vejo como seus pequenos são fofos.
    Bjus

  7. Carolina Neves

    Amiga, só vou repetir aqui o que já te falei: tenho orgulho da mulher e mãe que vc se tornou! Sua história com certeza terá um final feliz, pq vc merece! Amo vc!

  8. Daniela Baracat Martins

    Quanto comentário lindo pra alegrar meu dia e minha vida, obrigada!!! Beijooo

  9. Caren Eliana

    Linda historia, lendo isto agente repensa em muitas coisas que temos e não agradecemos… Parabens Mon’s vc e vitoriosa !!!! :)

  10. Raquel Sampietro

    …Dias melhores, pra sempre ….! Fé, não perca fé, porque amor vc tem de sobre!

  11. Leila Izzo

    Dani lindaaaaa…Amei sua história! Mesmo já conhecendo sua história, haviam alguns detalhes que nao conhecia e acabou me emocionando muito! Deus te proteja e ilumine o caminho da sua família! Que continue rica de saúde, pois com saúde a gente consegue correr atras dos nossos objetivos! Beijo grande e conte comigo sempre!

  12. Mari

    Q fofa!!!
    Muito lindo sua forma de lidar com os problemas….não abalar a família e muito menos descontar nos filhos…PARABÉNS!!!
    Muita sorte p vcs!!!
    Bjinhos

  13. Barbara Ruschel

    Ahhh querida! Torço tanto por vcs! Um beijo grande.

  14. Barbara Ruschel

    Ahhh querida! Torço tanto por vcs! Um beijo grande.

  15. Fabiana

    Amo vc e não é de hj e sabemos de tudo isso que Deus jamais te daria um fardo muito mais pesado do que vc fosse capaz de carregar orgulho de vc amiga sempre

  16. Cida

    Te conheço não e de hoje, vc sempre foi uma criança de garra , sempre foi uma graça. ate pensei que poderia ser minha nora, mas como dizia a Walkiria Baracat , nos vamos toda noite pra delegacia kkkkkkkkk vcs brigavam demais não ia dar certo mesmo, mas com certeza teria muito orgulho de ter uma nora com tanta garra com tanta força e dedicação pela familia. vc e o maximo . quando te conheci vc tinha 3 aninhos linda hj vc esta uma mulher linda e maravilhosa . te amo! se puder te ajudar de alguma maneira pode contar com essa amiga hoje e sempre . bjs minha pequena grande mulher!!!

  17. Alexandre Martins

    Dani mais uma vez você demonstra sua garra e determinação por buscar o melhor para a família! De certa forma nos sentimos desamparados nestes momentos, porém sempre temos a ajuda de quem nos ama e até de quem se orgulha de sua atitude. Você é um exemplo disso, e hoje reconstruiu a base de sua família, a mulher edifica a casa e é o alicerce seguro. Testemunhei grande parte dos momentos difíceis, mas agora espero ser o expectador de todas as vitórias que já começaram. Uma família linda, um futuro maravilhoso pela frente, nunca desanime e nem abandone seus sonhos pois você é a prova que tudo passa e que você sempre pode conquistar o melhor! Beijos em todos e muitas saudades de vocês.

  18. Lola

    Eu sei de todas essas histórias e algumas outras mas ainda me emociono muito.
    Conheci a Dani quando ela havia acabado de mudar pra Brasilia e tirando a saudades que ela tinha de SP e da família que ficou aqui estava sempre feliz e com esperanças de se adaptar a nova cidade e a distancia.
    Mas mais importante foi ter ela por perto nesse momentos mais difíceis. Queria ter feito muito mais, queria ter estado mais presente e fazer mais por elam Gu e a Gigi que estava na barriga e mais do que tudo eu não sinto que fui eu que ajudei ela em momento nenhum e sim aprendi muito com ela.
    Ver o quanto essa mulher foi forte em todos esses momentos, o qto a família dela conseguiu se manter unida mesmo quando tudo parecia ter dado errado a mãe incrível que ela sempre foi os filhos tão especiais lindos e amados não tem preço.
    Eu já falei isso pra Dani mais de uma vez mas ela me inspira. Eu sonho em ser mãe mas até hoje não achei o pai dos meus filhos (será q ele existe???) as vezes eu penso que os outros estão certos qdo me falam q é besteira eu ter esse sonho que já existem muitas crianças no mundo que um filho não vai preencher a falta que sinto da minha mãe que só vai complicar minha vida e tal mas aí vejo essas historias lindas essas pessoas, gente como a gente, que passaram por varias dificuldades e tantas outras coisas mas que estão felizes e mostram que sim vale a pena. Que o amor tudo supera e se for da vontade de Deus talvez um dia esteja também aqui contando a minha historia.

    Um beijo enorme a todas vcs!