Posts publicados

categorias: Vida de Mãe

Sobre a mãe que não quero ser

Conhecendo_Murilo

Minha maternidade nunca foi idealizada, mas agora que sou mãe tenho algumas certezas, principalmente sobre como não quero fazer ou sobre a mãe que eu não quero ser.

É claro que a maioria de nós erra tentando acertar. Por isso esse texto não é um julgamento, longe disso, é apenas uma reflexão.

Fica mais fácil escolher o caminho certo quando sabemos exatamente por onde não queremos andar.

Não quero ser a mãe que larga sua vida em função dos filhos. Já foram muitas mudanças por aqui. A começar pelo trabalho. Sempre disse que nunca deixaria de trabalhar, gosto e tenho orgulho de ser uma mulher independente.

Não quero ser a mãe que fecha os olhos para os problemas do seu filho. Sei que não é sempre agradável, mas aceito qualquer tipo de comentário sobre meus filhos, principalmente da escola e de outras pessoas que convivem com eles e muitas vezes podem nos passar percepções diferentes da que temos.

Não quero ser a mãe que vira melhor amiga do filho. Aqui em casa somos muito abertos, mas existe uma hierarquia, mãe e pai estão acima, portanto não somos amigos, somos uma família. Que eles entendam que podem contar conosco mas nunca passaremos a mão na cabeça quando tomarem decisões erradas.

Não quero ser a mãe que não vive o presente, que não aproveita o hoje com seus filhos porque esta sempre ansiosa com o futuro e preocupada com que faculdade eles vão cursar ou onde vão morar.

Não quero ser a mãe que se submete ao marido achando que só porque fica em casa com as crianças tem total responsabilidade sobre eles.

Não quero ser a mãe que não deixa eles voarem. Acredito que criamos os filhos para o mundo.

Não quero ser a mãe que grita, que não sabe mostrar os limites sem perder as estribeiras. (Preciso muito ter foco nesse item)

Não quero ser a mãe que sufoca de amor, quero que sintam saudades, que tenham seu espaço, seus momentos mas que também tenham vontade de passar um tempo juntos, seja para conversar ou mesmo para um colinho de mãe.

Já disse no inicio do texto, nada escrito aqui é um julgamento. Tente fazer essa reflexão!! Ao invés de só buscar o ideal, procure pensar em que tipo de mãe você não quer ser. Assim ficará mais fácil acertar.

E como me sempre me disseram e levo como um lema para vida: “Pense em como você quer que ser filho seja, e torne-se a mãe que ele precisa.

Siga sempre seu coração!!!

categorias: Vida de Mãe

Dicas para tornar a hora do banho especial

Não sei na casa de vocês, mas aqui em casa a hora do banho sempre foi um momento prazeroso, de contato e envolvimento dos pais com o bebê.

Tanto eu como meu marido, curtimos esse momento junto com as crianças. Aqui nunca tivemos choro ou fobia do banho, mas sabemos que isso pode acontecer, por isso vou deixar algumas dicas do que fazemos e como fazemos.

Se na sua casa for diferente você pode testar nosso modo ou até mesmo nos passar as suas dicas.

  • Crie seu ritual, estipule um horário determinado e siga sempre a mesma sequência, com isso os bebês ganham mais segurança; por já saberem os próximos passos a tendência é a cada dia ficarem mais calmos.

 

  • Leve brinquedos e use produtos para animar o momento. Pode ser pastilhas de cor, bolinhas de sabão ou mesmo uma música para o ambiente.

 

  • A Hora do banho precisa ser tranquila, nada de tempo determinado para terminar.

 

  • Sempre deixo os meninos curtirem a vontade. Agora que o Miguel toma de chuveiro e sozinho, desligamos a água e deixamos ele ficar no box brincando o tempo que quiser antes de sair.

Com o Murilo, o banho é no BabyTub (um ofurô para maiores de 1 ano) ele ama e fica por lá curtindo um tempão mesmo depois de terminado o banho.

banho4

 

  • Aproveite o momento de interação com o seu bebê. Para nós a hora do banho é o momento do dia onde podemos nos dedicar a eles, hora de olho no olho, conversa e carinho.

 

  • Massagem: nesse ritual que contei no item número 1, já incluo a massagem após o banho antes da troca. Eu acredito no poder do toque e o olho no olho, transmitindo calma para o bebê. Sinto que ele dorme melhor quando realizamos a massagem.

 

  • Respeite o seu bebê: eu sempre me coloco no lugar da criança e faço no banho exatamente como na troca de fralda, vou narrando os acontecimentos, avisando que vamos lavar o pé, a mão, a cabeça e assim por diante.

 

Gostou das nossas dicas?

Quais são as suas?

 

Foto capa: Shutterstock

 

categorias: Vida de Mãe

O que fazer se seu filho engolir uma pilha ou bateria?

Hoje no grupo tivemos o depoimento de uma mãe contando que sua bebe de 1 ano engoliu uma bateria, daquelas pequenas, parecidas com as de relógio.

A mãe levou a filha ao PS onde ficaram internadas e tiveram que retirar a bateria por endoscopia.

Por isso o alerta de hoje vai pelo blog!!!

 

Muito cuidado com pilhas e baterias.

O perigo pode estar onde menos imaginamos.

Sabe aqueles brinquedinhos mais simples barulhentos que as crianças amam?  Atenção redobrada com eles, pode reparar que não tem o parafuso para impedir o acesso as pilhas e baterias. Além dos controles remotos, chaves de carro com alarmes e ate livros com sons. Todo cuidado é pouco!

A ingestão de uma pilha pode causar lesões graves até levar à morte.

As baterias podem ficar paradas na garganta ou irem ao estomago da criança, onde a saliva quando entra em contato desencadeia correntes elétricas, causando reações químicas que provocam queimaduras.

Essa foto demonstra em uma fatia de peito de peru as reações que acontecem dentro do corpo da criança.

bateria

 

O que fazer se o seu filho engolir uma pilha?

– Procurar imediatamente ajuda médica.

– Não oferecer comida, bebida.

– Não estimular o vomito.

 

E se eu não perceber???

Os sintomas costumam ser bem parecidos aos de outras doenças: tosse, aumento da saliva, falta de apetite, falta de ar  e sinais de desconforto.

Se você achar que ele pode ter engolido, vá ao PS imediatamente.

 

Quando uma criança engole qualquer objeto devemos prestar muita atenção. Existe além do risco de asfixia, infecções e até perfuração do sistema digestivo

Os mais comuns são:

– parafusos, pregos ou outros pontiagudos

– chaves

– moedas

– alfinetes

– tic tac para cabelos

– grampos

– bexigas e pedaços de bexigas

 

Atenção!!!!

 

Foto Capa: ShutterStock

categorias: Vida de Mãe

Sobre exemplos – O que não devemos fazer na frente das crianças

shutterstock_508340008 (3)

Vocês sabem que as crianças nos imitam em tudo né?

Somos um espelho pra eles.

Estou com dificuldade de fazer o Murilo comer frutas, ultimamente só aceita batida e parei para repensar em varias coisas aqui em casa.

Raramente eu e o marido comemos frutas no café da manhã. E como Miguel come muito bem e varias frutas ao longo do dia também não ligo que não faça parte do café dele.

Mas como quero que o Murilo coma, precisamos urgentemente colocar as frutas no nosso cardápio do café da manhã.

Com a virada do ano e inúmeras resoluções para por em pratica em 2017, essa é a numero 1 da minha lista.

Rever os NOSSOS hábitos e deixar com que os meninos sigam o fluxo natural da vida, ou seja, que façam tudo o que queremos simplesmente nos imitando.

Pensando nessa relação com as crianças resolvi fazer uma listinha com coisas que NÃO devemos fazer na frente deles e por que.

– Tomar remédios: preste muita atenção ao tomar remédios perto das crianças. Não faça desse habito algo natural. Deixe sempre claro que é remédio e não uma balinha ou docinho.

– Usar o celular dirigindo: em tempos de waze e whatsapp sei que essa opção fica bem difícil de controlar (apesar de ser uma  infração), mas entrou no carro e vai dirigir, deixe o celular de lado. Faça isso não só por eles, mas principalmente por você. (eu mesma preciso tomar puxões de orelha nesse quesito).

– Atravessar fora da faixa: Obedeça as regras de transito. De o exemplo para que seja seguido da melhor forma.

– Não usar cinto de segurança: a mesma coisa sobre as regras de transito. E também sobre o uso das cadeirinhas. Temos que fazer para que eles também aceitem usar.

– Jogar lixo no chão: vamos combinar que nem na frente dos seus filhos nem na de ninguém né? Muito feio!!!

– Exagerar na bebida alcoolica: Mães e pais tem direito sim a uma noitada ou festas que envolvam bebidas, mas pense se é nesse ambiente que você quer criar seus filhos. Um churrasco não faz mal a ninguém, mas bebedeiras constantes mesmo que não suas mais dos seus convidados ou familiares com certeza não deixarão boas impressões.

– Cortar o cabelo em casa: se você precisar aparar a franja ou mesmo os cabelos só faça depois que as crianças dormirem. Pode ser que vendo essa cena achem normal fazer o mesmo numa oportunidade.

– Se barbear ou se depilar com lâmina: a mesma coisa do item anterior. Pode ser que as crianças resolvam fazer e com isso estarão correndo um risco.

– Gritar e xingar ao celular: lembre se sempre das imitações.

– Falar mal das pessoas, principalmente de familiares: por que eles podem repetir depois na frente da pessoa.

– Furar filas: lembrando sempre que somos o ESPELHO. Não podemos também deixar de chamar a atenção de pessoas que furam fila” é importante que eles saibam que quem desrespeita as regras será chamado atenção em público por estranhos.

– Assistir filmes ou programas impróprios para crianças quando estiverem por perto ou acordados: muitas vezes achamos que as crianças não estão prestando atenção mas absorvem exatamente tudo o que acontece ao seu redor.

Tem mais dicas para aumentar a lista???

Deixe aqui nos comentários.

 

 

categorias: Vida de Mãe

Eritema infeccioso ou Doença da face esbofeteada

Olá M@es!

Hoje vou falar um pouquinho sobre uma doença que já foi falada nessa última semana no nosso grupo do Facebook, e que tem sido assunto bastante recorrente entre as famílias/ escolas; exatamente por estarmos tendo um surto atual dela na cidade de São Paulo.

Falaremos sobre o ERITEMA INFECCIOSO ou a DOENÇA DA FACE ESBOFETEADA

É uma doença infecciosa que acomete preferencialmente crianças de 2 a 14 anos, sendo considerada a forma mais benigna do amplo espectro de infecções associadas ao parvovírus humano B19, reconhecido atualmente como o agente etiológico.

É também conhecido como a quinta doença (as outras quatro doenças exantemáticas que entram nessa classificação são a escarlatina, sarampo, rubéola e roséola) ou megaleritema epidêmico, sendo de ampla ocorrência no mundo (cerca de 50% das pessoas já são imunes à doença com 15 anos de idade); com surtos principalmente nos meses de inverno e primavera.

Via de transmissão:

A via respiratória é a mais importante na fase virêmica da infecção pelo parvovírus B19, principalmente em comunidades fechadas (berçários, escolas) e entre pessoas da mesma família, onde a taxa de ataque de infecção pode atingir 50% entre os susceptíveis. Por gotículas respiratórias no ar (tosse ou espirro), saliva (beijos ou bebidas compartilhadas), de mãe para bebê durante a gravidez, parto ou amamentação, e por outras secreções infectadas.

A erupção cutânea ocorre por volta de 17 a 18 dias após a criança ter sido infectada pelo vírus, caracterizando o eritema como evento tardio no curso da infecção (fase pós virêmica) e, portanto, com mínimas chances de transmissão.
Importante ressaltar que após o aparecimento da erupção, não há mais risco de contágio.

Período de incubação:

Varia de 4 a 14 dias.

Etiologia:

Causado pelo parvovírus B-19, que pertence à família Parvoviridae e gênero Eritrovirus,

Quadro clínico:

O exantema (manchas avermelhadas) é a apresentação clássica da infecção e em geral não se acompanha de manifestações sistêmicas.

No entanto, alguns pacientes podem referir sinais e sintomas inespecíficos (febrícula, mialgias, cefaléia, náuseas, mal-estar) precedendo o “rash” cutâneo, considerados pródromos e correspondentes à fase virêmica.

A principal característica é uma erupção cutânea que começa nas bochechas e se espalha pelos membros inferiores e pelo tronco.

Nos casos típicos da doença o exantema inicia-se pela face sob a forma de eritema difuso e edema das bochechas (facies esbofeteada); as outras regiões da face, como o queixo e a região perioral, são poupadas.

O exantema clássico da doença é do tipo maculopapular com palidez central, característica que confere aspecto rendilhado à lesão; acomete o tronco e a face extensora dos membros, podendo regredir em até três semanas.

dudaeritema

No entanto, na maioria dos casos predomina o caráter recorrente, que sofre a ação de estímulos não específicos, como sol, estresse e variação brusca de temperatura ambiente. Portanto, é verdade que o exantema tende a piorar se exposto à luz solar.

Diagnóstico:

O diagnóstico é basicamente clínico e leva em conta as características da erupção cutânea. Exames de sangue podem ajudar a identificar os níveis de anticorpos para o vírus B19, quando for necessário estabelecer o diagnóstico diferencial com outras doenças exantemáticas, como a rubéola e o sarampo.

Tratamento e prevenção:

Não há tratamento específico, sendo raros os casos que necessitam de medicação sintomática, restrita aos analgésicos, principalmente em adultos com artralgias ou mialgias.

As medidas preventivas devem visar somente os grupos com risco de desenvolver as formas graves da infecção pelo B19 (grávidas e portadores de anemias hemolíticas crônicas), sendo indicados a gamaglobulina humana intravenosa na grávida e o isolamento destes pacientes em risco de evolução grave.
A maioria das mulheres com eritema infeccioso durante a gravidez tem bebês saudáveis, mas há um pequeno risco de aborto e malformação fetal se a doença for contraída nas primeiras 20 semanas de gestação. Caso a gestante entre em contato com algum caso de eritema infeccioso, deve comunicar seu obstetra.

 

Espero ter ajudado, e estou à disposição para eventuais dúvidas!
Um beijo.

 

*fonte: www.sbp.com.br
 
categorias: Vida de Mãe

Escolha de mãe – Nova plataforma da Philips Avent

capa-escolha-de-mae

Philips AVENT assim como nós acredita que cada criança é única e que não existe certo ou errado nas decisões tomadas por suas mães e pais e por isso acaba de lançar uma nova plataforma de comunicação que promete revolucionar o mundo materno.

No site www.escolhademae.com.br você poderá encontrar a sua turma, tirar suas duvidas com especialistas e com outras mães e acima de tudo compreender que existem formas de maternar diferentes da sua e que são tão boas quanto. Para ler meu texto lá, acessem: http://philips.to/2ggJJIw

Quando nos tornamos mães já ganhamos no pacote muita pressão e cobrança em busca das melhores escolhas para nossos filhos, o que acaba gerando uma enorme e nem um pouco saudável competição entre as mães.

Como concordamos 100% com essa proposta ficamos honradas com o convite para participar do site e convidar vocês a fazer parte dessa nova rede, levantando juntas a bandeira do respeito por todas as opiniões das mães.

Veja aqui nossa contribuição: https://escolhademae.com.br/1-2-anos-9/minha-escolha-81

Queremos com essa parceria com a Philips Avent levar a todas as famílias o maior conhecimento sobre as diferenças e escolhas individuais de cada mãe, deixando sempre claro que não existe certo ou errado quando falamos de filhos. Precisamos diminuir a carga de culpa que carregamos e com isso abrir os caminhos para uma rotina mais leve e cada dia com mais amor e compreensão. E uma rede de apoio é fundamental para essas mudanças.

Contamos com vocês nessa jornada!!!! Convide suas amigas e vamos viver esses momentos da melhor forma possível.

#MinhaEscolha

 

Este post conta com o apoio de uma empresa que confiamos

 

categorias: Vida de Mãe

Primeiros sinais da gravidez

Para muitas uma ansiedade sem fim, para outras um susto.

A verdade é que os sinais são muitos e para confirmação real é necessário um BHCG – exame que verifica os níveis do hormônio HCG no sangue.

Hoje vamos contar quais são os sinais de alerta para uma possível gravidez.

Os primeiros sintomas podem aparecer já na primeira semana após a concepção.

– Dor de cabeça:

O aumento dos níveis hormonais no corpo de uma grávida pode causar dores de cabeça no início da gravidez.

– Seios doloridos:

O aumento do volume e da sensibilidade das mamas é um sintoma que pode aparecer por volta da primeira ou segunda semana depois da concepção.

– Náuseas:

Este sintoma é muito comum, costuma durar ate o terceiro mês.

– Dor nas costas:

As dores na parte inferior das costas é outro dos sintomas comuns no início da gravidez, podendo prolongar-se por toda a gravidez.

– Sangramento:

Em media 6 a 12 dias depois da fecundação ocorre a implantação do óvulo na parede do útero e nesse momento pode surgir um pouco de sangramento.

– Ausência da menstruação:

Sinal mais comum entre as mulheres lembrando que outros motivos podem ocasionar a ausência da menstruação como ganho ou perda de peso excessivo, cansaço, stress, problemas hormonais, doença ou amamentação.

– Cansaço e sono:

Com tantas alterações hormonais as gestantes costumam sentir muito sono.

– Vontade de fazer xixi:

É comum sentir mais vontade de fazer xixi do que o normal por volta de 6 semanas após a concepção.

Foto capa: ShutterStock

categorias: Passeios, Vida de Mãe

Documentos necessários para viajar de avião com as crianças:

 

Você sabe qual documentação precisa para viajar com crianças?

Tudo depende pra onde você vai e se a criança estará com o pai e a mãe, somente o pai ou com outros parentes.

Fique atento as regras para aproveitar o passeio.

 

– Voos nacionais:

Em voos nacionais, para embarcar com alguém menor de 12 anos, é necessário apresentar um documento de identificação da criança (original ou cópia autenticada), que pode ser: passaporte; RG; certidão de nascimento; ou cartão de identidade expedido por ministério ou órgão subordinado à Presidência da República.

O documento precisa comprovar a filiação ou o parentesco com o responsável, que também deve mostrar um documento de identificação. Isto porque, de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, a criança (menor) só pode viajar com parente de até terceiro grau. Pais e irmãos maiores de 18 anos podem apresentar RG; certidão de nascimento; ou passaporte (somente o antigo, de capa verde, com informação de filiação).

 

 

– Voos internacionais:

Em voos internacionais, você precisa apresentar um desses documentos originais da criança: passaporte ou RG (em viagens para países do Mercosul). Em caso de criança ou adolescentes viajando acompanhado de apenas 1 dos pais ou acompanhado de terceiros maiores é pedida uma autorização dos pais, veja o modelo aqui: http://www.tjsp.jus.br/egov/infanciajuventude/coordenadoria/autorizacaoviagemmenor.aspx

 

Modelo de autorização:

 

FORMULÁRIO DE AUTORIZAÇÃO DE VIAGEM INTERNACIONAL

 

PARA CRIANÇAS OU ADOLESCENTES – Res.: 131/2011- CNJ             Válida até____/____/20_____.

 

Eu,___________________________________________________________________________, portador(a) da Cédula de Identidade/Passaporte nº__________, expedida(o) pela_____________

____________, data de expedição_____/_____/_______, residente à ______________________

__________________________________________________________________, na  cidade de

_______________________________________________, UF:_______, telefone de contato: (___)_________________, na qualidade de (    ) PAI (    ) MÃE (    ) TUTOR(A) (    ) GUARDIÃO

AUTORIZO que o(a) menor _______________________________________________________

___________________________________________, nascido(a) em ______/_______/_______,

Sexo:  (    ) masculino  (    ) feminino, natural de _______________________________________,

Passaporte/Identidade nº_________________________, expedido(a) pela__________________,

em______/_______/_______, viaje  com  destino  ao  exterior,  na  companhia  de  seu  (     ) Pai

sua (     ) Mãe__________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________,

portador(a) do Passaporte/Identidade nº________________________, expedido(a) pela_______

______________________, em______/_______/________, residente______________________

_____________________________________________________________________, UF_____.

 

Observação: Salvo se expressamente consignado, este documento não constitui autorização para fixação de residência permanente no exterior.

 

Local/Data:___________________________,______de__________________de 20________.

 

 

Assinatura: _________________________________________________________________

 

 

 

 

 

Sugestão de pauta: GOL Linhas Aéreas Inteligentes

Foto capa: Shutterstock

 

categorias: Vida de Mãe

Seu filho pode ser o novo Bebê JOHNSON´S®

capa-bebe-j

Promoção #bebejohnsons está de volta!

Seu bebê pode ser a estrela de uma propaganda da JOHNSON´S® e ainda receber um cachê de estrela!

Serão 3 bebês sorteados.

A promoção vai até dia 31 de outubro de 2016 em todo o território nacional. Faltam duas semanas para acabar, então corre!!

Além dos três grandes prêmios, serão distribuídos ao longo da promoção milhares de vale-brindes no valor de R$ 200, totalizando mais de R$ 400 mil em prêmios instantâneos.

Mais de 300 pessoas já foram premiadas!

Para participar é bem simples:

A cada R$ 25 em compras de produtos JOHNSON’S®, DESITIN® e/ou COTONETES® você cadastra a nota fiscal no site (www.bebejohnsons.com.br) e recebe um número da sorte para concorrer aos prêmios.

Depois, se compartilhar a foto do seu bebê no Facebook, direto do site da promoção, você ganha mais um número da sorte. E se fizer uma nova compra de R$ 25 em produtos das linhas JOHNSON’S® e COTONETES® ou uma unidade de DESITIN® dobra suas chances de ganhar. Participe!!!!

Eu claro, já inscrevi o Murilo!!!! Boa sorte pra todas nós!!!

Veja como é fácil:

**Todos os detalhes da promoção estão disponíveis no hotsite www.bebejohnsons.com.br, assim como o regulamento completo, datas dos sorteios e descrição dos prêmios. Ou então pelo SAC 0800 701 0779.

 

 

Este post conta com o apoio de uma empresa que confiamos

 

categorias: Vida de Mãe

5 micos que toda mãe paga

Pagar micos faz parte do pacote maternidade. É inevitável!!! Então esteja preparada para eles.

Minha mãe sempre conta que quando eu era novinha ela ia me levar ao medico mas antes precisava passar no trabalho, e por isso precisei acompanha la. No caminho, enquanto estávamos no táxi eu perguntei inúmeras vezes onde iríamos, ela repetiu com toda paciência 99% delas dizendo que iríamos ao médico, mas depois de bem irritada falou: – vamos para o C. do mundo!!!

Pois bem… Antes paramos no escritório dela lembram?

A menina fofinha chamou atenção de todos, inclusive do chefe dela, que fez a seguinte pergunta: – Que linda, onde você vai?

Adivinhem o que eu respondi? – vou para o C. Do mundo!!!

Depois da cara espantada do senhor, ainda completei: – Minha mãe que falou! 😜

Coitada da minha mãe!!! Hoje consigo entender!!!!

Aí vão 5 micos que todas as mães vão passar, uma hora ou outra:

– Presente:

Era pra ser algo bom né?

Mas sempre fico receosa quando entregam um presente. O medo das reações e o que eles podem falar já me deixa aflita. Claro que sempre ensino que tem que agradecer etc, mas vocês sabem como criança é sincera né? Já passei pela situação dele abrir o presente e falar que já tinha ou até que não queria aquilo. Ou pior ainda simplesmente largar e não dar a mínima atenção. 😱

– Elevador:

Quando estamos no elevador eu rezo pra não parar em outro andar. Porque esse cubículo é o local preferido das crianças para nos colocar em situações embaraçosas, do tipo: – por que ele é careca mãe? Juro que não acreditava que estava passando por aquela situação. Não sabia o que dizer. A pessoas também não tinha lá aquele espírito esportivo e não se moveu. Enquanto meu filho me cutucava e repetia cada vez mais alto: porque ele é careca? Caiu o cabelo dele mãe?

– Casa de amigos: 

Local onde muitas situações podem se transformar em mico. Já passei pelo inevitável sincericídio sobre a comida da anfitriã. Não sabia onde me esconder quando Miguel disse em alto e bom tom que a comida era ruim. 🙈

– Pum:

Meu deus porque eles amam falar em pum??? Avisar que fizeram por exemplo é algo bem comum por aqui, mas o pior mesmo é quando apontam você. Ahhh mãe você soltou pum??? E claro que mesmo que não tenha sido todos já olharam pra você e desconfiaram. 😳

– Escola:

Fui numa reunião da escola e surpresa a professora falou: – Nossa você sabe de tudo o que acontece por aqui.

Eu toda orgulhosa respondi; – sim, o Miguel me conta absolutamente tudo!! Na volta da escola nossas conversas são sobre que aconteceu no dia. Ele fala detalhes do que viveu e conta até dos amigos.

Na mesma hora ela me lembrou; – então, da mesma forma q ele te conta o que acontece aqui também conta TUDO o que acontece em casa. 😁 não tinha onde enfiar a cara.

Dicas para sair dessas e outras situações:

  • Ria
  • Saiba que pagar micos é normal na maternidade e acontece nas melhores famílias.
  • Anote tudo num caderninho pois serão tantas situações que ficará difícil depois lembrar de todas para contar para eles quando crescerem.

E vocês já pagaram micos??

Deixem nos comentários e vamos rir juntos!!!

** Foto Capa: Shutterstock