Posts publicados

categorias: Decoração

5 dicas práticas para quem está preparando o enxoval do bebê.

enxovalenxoval3

Olá M@es!

Já falamos aqui sobre organização dos brinquedos das crianças, e agora o post será voltado mais para o início da maternidade: a montagem e organização do enxoval do bebê.

Quem já tem filho sabe o tamanho da alegria que é receber a notícia da gravidez. Mas, logo após a euforia do momento, a primeira dúvida que começa a invadir nossos pensamentos é o enxoval: o que comprar? quanto comprar? onde comprar?

Quando temos tudo em mãos, a próxima etapa: quando lavar? como guardar?

Para tentar resolver um pouco essas questões, falaremos a seguir sobre dicas práticas, que podem ser muito eficientes nesse momento mágico de nossas vidas

1. Contenha o impulso:

Na minha opinião, essa é a dica mais importante (e que eu sinto muito não ter cumprido, rs). A tendência da maioria de nós, principalmente na primeira gestação, é querer comprar TUDO que encanta nossos olhos. O resultado é um acúmulo de itens desnecessários, o que implica diretamente em uso irracional do espaço destinado.

Hoje em dia, existem várias “listas prontas” fornecidas por lojas, ou mesmo na internet. Essas listas servem apenas para um direcionamento, não devem ser seguidas à risca. Minha dica nesse caso é pedir conselhos para uma amiga próxima que já tem filho, levando em conta a época que o seu irá nascer, o seu estilo de vida, o espaço disponível e o orçamento.

2. Conforto em primeiro lugar:

Junto com a irresistível vontade de comprar o mundo, vem o desejo de vê-los vestidos como membros da família real todos os dias. Acredite: nem mesmo esses bebês suportariam tamanho desconforto. Até os 6 meses de idade, período em que o bebê passa muito tempo deitado, a prioridade deve ser dada às roupas confortáveis, e as mais “arrumadinhas” reservadas apenas às ocasiões especiais (que não são muitas). Devemos levar em conta também o custo-benefício das peças adquiridas. E por benefício, neste caso, subtende-se a praticidade e facilidade que ela nos oferece. Bebês necessitam de trocas de várias vezes ao dia, e roupas difíceis atrasam bastante esse processo.

3. Tamanhos das roupas:

Normalmente montamos o enxoval do bebê com certa antecedência ao seu nascimento, e compramos roupas até mais ou menos 1 ano de sua vida. Os tamanhos devem ser bem distribuídos entre as peças, vale a pena fazer uma espécie de “check list”, e ir anotando e conferindo quantas peças você já tem de cada tamanho, assim as chances de acumular muitas repetidas serão mínimas. Tamanho RN deve ser comprado, porém poucas peças. Normalmente elas duram apenas o primeiro mês. Vale mais a pena comprar mais de última hora (em caso de prematuros) do que perder várias peças sem uso.

Leve sempre em conta o clima em relação ao tamanho que está comprando. Às vezes não resistimos a um belo vestido de verão, e nem nos damos conta que estaremos no inverno quando chegar a hora de usá-lo.

4. Organização:

O ideal é que por volta do sétimo mês o quarto esteja pronto, com todas as roupas lavadas, passadas e guardadas, afinal, além de começarmos a ficar mais indispostas nessa época, a partir daqui o bebê pode chegar a qualquer momento.

A cômoda (trocador) será um lugar indispensável para os cuidados com o bebê. Nela devem conter os principais itens para as trocas, de forma que tudo esteja à mão sem que tenhamos que descuidar do bebê, porém sem aglomeração: Fraldas, água, pomada, algodão, cotonete, aspirador nasal, remedinhos e vitaminas do dia a dia, termômetro são suficientes para a bandeja (ou gaveta principal). Nas outras gavetas devem estar à mão os “paninhos” auxiliares (fraldas de boca, de ombro, babadores, cueiros, etc), bodies, culotes, pijamas, meias, enfim, roupinhas do dia a dia que são trocadas muitas vezes.

A bolsa de passeio pode ficar sempre preparada para as saídas, com todos os itens que precisamos levar, deixando para completar apenas com as trocas de roupas de acordo com o passeio.

Bebês possuem muitos acessórios (miudezas) que vão sendo usados conforme vão se desenvolvendo. Separe uma caixa tipo container para deixá-los todos juntos, etiquete com uma lista do que contém, e dessa forma, você não corre o risco de não encontrar no momento que precisar.

5. Guardando as roupinhas:

Como teremos roupas grandes desde o nascimento do bebê, o ideal é separá-las por tamanhos e deixar no armário apenas as que estão em uso e as um tamanho acima (ex: ao nascer, o bebê deve ter roupas até tam. 3 meses no armário). Quando as maiores começarem a ser usadas as seguintes (aqui, no caso, tam. 6 meses) podem começar a ser lavadas para entrar em uso (e as que não servem mais são retiradas). Esse tipo de rodízio permite que tenhamos acesso somente às peças com tamanho adequando, evitando ao máximo a perda das mesmas sem uso.

E as roupas grandes? O ideal é que sejam separadas em caixas (que podem ser decoradas, virando um item decorativo no armário) etiquetadas por tamanho. As caixas que são esvaziadas para as roupas que entram em uso servirão para as próximas de tamanhos ainda maiores que começarão a surgir.

As roupinhas em uso devem ser guardadas sob “categorias”: bodies manga curta, manga longa, macacões curtos, longos, camisetas, culotes, shorts, conjuntos, enfim, quanto mais bem localizadas estiverem, menos dificuldade você terá para encontrar o que quer. Muitas vezes, não somos as únicas a acessar os pertences do bebê, por isso a importância da boa organização. Etiquetas são sempre úteis para sinalizar o conteúdo das gavetas: use sem moderação!

M@es, aqui está um pouquinho da experiência que fui adquirindo como mãe e profissional, é um prazer compartilhá-las com vocês. Espero que seja útil, e quaisquer dúvidas em relação ao tema, estou à disposição. Muito obrigada!

luciana collinLuciana Collin, 35 anosPersonal Organizer, 
Graduada e Pós Graduada em Fisioterapia, 
Graduada e Mestre em Moda, Arte e Cultura
Mãe do Thiago, 4 anos.
www.organizecomestilo.com
categorias: Decoração

Sessão festinhas – Tema Jardim das Fadas

Festa MARAVILHOSA “Jardim das Fadas”.

Super comemoração de 1 ano da Georgia, Filhota da M@e Lumara Rocha Passos Muller.

Aconteceu em Ribeirão Preto pelas mãos do cenografista Marcelo Bacchin

Bolo: Isabela Romero

Doces: Marina Magalhães e Sissi Doces

Cerimonial: Ed Mendes decor

Orquestra Capelozza: Com uma musica especial criada para a pequena Georgia

Ponto alto da festa foram as bebidas, a mãe preparou um BAR DE POÇÕES DAS FADAS — criou nomes para os Drinks especiais para adultos e para as crianças.

Lembrancinhas idealizadas pela mãe: Porta vasos de fadas com o nome Georgia e as caixas dos kit jardinagens montadas pela Casa Rosa Complementos
**Fotos: Paulo Villas Boas

 

0308_Georgia 1ano_280913_3933

0316_Georgia 1ano_280913_3941

0338_Georgia 1ano_280913_3958

0370_Georgia 1ano_280913_3987

0387_Georgia 1ano_280913_4004

0416_Georgia 1ano_280913_4033

0441_Georgia 1ano_280913_4056

0445_Georgia 1ano_280913_4060

0467_Georgia 1ano_280913_4080

0483_Georgia 1ano_280913_4093

0495_Georgia 1ano_280913_4101

0568_Georgia 1ano_280913_4125

0575_Georgia 1ano_280913_4131

0638_Georgia 1ano_280913_4173

0664_Georgia 1ano_280913_4300

0670_Georgia 1ano_280913_4306

0733_Georgia 1ano_280913_3647

categorias: Decoração

6 Dicas para manter os brinquedos organizados

1) LIMPEZA

Manter os brinquedos bem higienizados é imprescindível para a saúde das crianças. Procure usar produtos neutros e/ou naturais, para evitar alergias e até intoxicações. Sabão de coco, álcool 70 GL, vinagre e bicarbonato são excelentes opções.

2) FACILIDADE DE ACESSO

Brinquedos devem ser usados, e muito! Portanto, a melhor forma de guardá-los é o mais acessível possível para que as crianças os alcancem sempre que desejarem. Aqui vale a regra “de baixo para cima”: em gavetas e prateleiras mais baixas, os brinquedos mais usados e permitidos; nas mais altas, os chamados brinquedos “especiais”, que não devem ser usados sem a supervisão de um adulto (tintas, tesoura e cola, por exemplo)

3) DESAPEGO

Acumular grandes quantidades de brinquedos atrapalha não só a organização, como também confunde a criança. É aconselhável fazer uma inspeção freqüente, eliminando os que já não tem mais utilidade, para abrir espaço aos que virão. Épocas de Natal e Aniversário são excelentes para isso. Sempre que possível, a criança deve participar desse processo.

4) RODÍZIO

Quem é M@E sabe que as crianças enjoam facilmente dos brinquedos, portanto uma boa dica é mudar com freqüência a disposição dos mesmos, deixando alguns disponíveis e outros guardados, e depois de um tempo “reapresentá-los” aos pequenos, que os tratarão como se fossem novos!

5) PELÚCIA

Os bichinhos de pelúcia são unanimidade entre as crianças, mas apesar de fofos, requerem cuidados especiais. Eles retém muita poeira, portanto, sempre que possível, mantenha-os longe da cama da criança, de preferência guardados em lugares fechados (baús e cestos, por exemplo) e lave-os no máximo a cada 3 meses.

6) CADA COISA EM SEU LUGAR

Procure manter os brinquedos separados por “categorias”: use e abuse de caixas, cestos, potes, enfim, tudo que possa mantê-los juntos. Rótulos e etiquetas devem ser usados sem moderação, para identificar e facilitar a manipulação dos mesmos. Etiquetas com o desenho ou foto (ao invés do nome escrito) do que contém nas caixas estimulam as crianças a identificarem o que querem usar.

Incentive sempre as crianças a devolverem o que pegaram no lugar certo: pode parecer difícil no começo, mas se elas se acostumarem com essa rotina, com o passar do tempo ficarão incomodadas quando algo não estiver no lugar certo.

org2

oorg1

org4

org3

org

 

A importância de manter os brinquedos organizados não é apenas estética, é também (e principalmente funcional). Pense na “frustração” da criança ao montar um quebra cabeça inteiro, e no final, descobrir que faltam uma ou duas peças (que estão em qualquer outro lugar, que não a sua caixa), ou querer ouvir determinada história e não encontrar o livro, ou não achar o sapatinho da boneca preferida… Enfim, os exemplos são infinitos!

Gostaria de agradecer a oportunidade de falar um pouco sobre meu trabalho com todas as M@ES, espero que as dicas possam ajudar a melhorar o dia a dia de vocês! Coloco-me à disposição para esclarecer outras dúvidas que tenham em relação ao tema.

Muito obrigada!

 

luciana collinLuciana Collin, 35 anos
Personal Organizer, 
Graduada e Pós Graduada em Fisioterapia, 
Graduada e Mestre em Moda, Arte e Cultura
Mãe do Thiago, 4 anos.
www.organizecomestilo.com

 

**A necessidade em me especializar em Organização surgiu para completar o pacote de serviços oferecidos em minha loja de moda feminina, que mantive de 2010 a 2013. Dentre esses serviços personalizados, a Organização destacou-se em nível de satisfação das clientes, o que levava-as a solicitar mais e indicar a outras pessoas. Em dado momento, o número de clientes aumentou bastante, de forma que não seria mais possível manter os dois negócios, e desde então, surgiu a Organize com Estilo.

** Organizando brinquedos

categorias: Decoração

Recepção na Maternidade

 

Hoje mais um post para as M@es do Baby Boom 2013. kkkkkkk

Não sei o que vocês pensam sobre a nova moda das festas e recepções nas maternidades.

O que antes era comemorado só entre familiares próximos virou um verdadeiro show.

Tem para todos os gostos e bolsos.

Não quero entrar na discussão do que deve ou não ser feito. Acho que cada um realiza seus sonhos e desejos como acha melhor, mas vale lembrar que é preciso respeitar o espaço dos outros, então minha unica preocupação com algumas comemorações exorbitantes que vejo por ai e a invasão de um momento lindo de outras famílias, nem todos querem bagunça, barulho e preferem curtir entre poucos então muito cuidado com os exageros, lembre que no quarto ao lado pode ter pessoas diferentes de você. Respeite!!!

Vou falar em 1° pessoa e contar a MINHA experiência.

Gosto de servir e receber bem quem me ama, então acredito que da mesma forma que abro as portas da minha casa, fiz questão de receber muito bem quem se preocupou em passar na maternidade para me ver, conhecer meu pequeno e parabenizar a nova família.

Temos muitos amigos e familiares e como previsto, os dias que estivemos no hospital foram intensos e bem movimentados.

EU não queria receber as pessoas de pijamas e fiz questão de estar arrumadinha (dentro do possível claro) usei vestidinhos, pois estávamos no verão e consegui ficar bem a vontade.

Estava a espera do parto normal então não programei comes e bebes, deixei poucas coisas programadas e como antecipamos uma semana, num sustão que aconteceu em pleno dia 23 de dezembro, consegui colocar enfeites e lembrancinhas que já estavam prontos.

Mas gostaria muito de ter servido docinhos e preparado o ambiente com carinho que minhas visitas mereciam então deixo algumas dicas para vocês:

 

 

 Hospital São Luiz: Nascimento Helena da MOM Marcelle Caruso

maternidade7

maternidade2 maternidade3 maternidade4

 

 

 

Hospital Albert Einstein: Nascimento Maria Eduarda da MOM Kiki


maternidade8maternidade10

 

 

Pró Matre: Nascimento Sophie da MOM Roberta Cavalcanti

maternidade10 maternidade11 maternidade12

 

 

Docinhos maravilhosos Elaine Monteiro

 

Como foi sua recepção???

 

Beijos!!!!

 

categorias: Decoração

Organizando os livros

No nosso grupo do Facebook sempre alguém pede dicas de como organizar os livros das crianças em casa.

 

O meu filho adora livrinhos, em especial aqueles que colam e descolam as figurinhas, mas eles ficavam todos espalhados pela casa e nunca achávamos o que ele queria.

 

Peguei essa dica com a minha irmã, Tais Taylor, que é arquiteta, e conhece tudo sobre essas novidades e lojas descoladas…rsrsrs.

 

Ela me indicou o site da OPPA, uma loja virtual muito bacana, que tem várias coisinhas fofas para os quartos dos pequenos e para a casa também.

 

Comprei uma prateleira vermelha para colocar os livros do pequeno e ficou ótima!!! Tudo organizado por aqui.

 

No site OPPA podemos encontrar as prateleiras – que são de metal – em várias cores e em dois modelos, uma prateleira única ou uma prateleira com três níveis.

 

Eu comprei a vermelha de três níveis que era a cor que mais combinava com o quarto dele.

 

prateleira_pepe_76x45_vermelha_1_1

 

foto 3

 

A minha cunhada, que tem uma menina, comprou as prateleiras únicas, separadas e em três cores diferentes… vejam como ficou lindo!

 

foto 2 Manuela foto 3 (1)

Vale muito a pena!!!

 

Fica a dica!

 

Beijos

 

Kiki

categorias: Decoração

Sessão festinhas 4mom’s

Lagarta Comilona –  The very hungry caterpiller
 
Festa linda, super criativa, colorida e diferente!!!
 
Quem organizou tudo, gráfica, idéias e decoração foi a a MOM Tammy Hama com ajuda de sua irmã Mey.
 
Créditos: Fotografia: Olivian Moioli
 
Bolo: Otavia Bolos
 
Doces: La Vie en Douce,
 
Brigadeiros da Tete,
 
Cake pops e biscoitos: Dolce Favola
 
Locação de Cama elástica e piscina de bolinha: Guaciara
 
Recreadores:  Tutti fruti hortelã
 
Bem casados Ana Cristina Bem casados
 
Flores: Marcio da Mil Plantas

 
teo teo1 teo2 teo3 teo4 teo5 teo6 teo7 teo8 teo9 teo10 teo11 teo12 teo13